Notícias

Estudo da Universidade de Birmingham defende o acesso gratuito à internet

Um novo estudo da Universidade de Birmingham (Reino Unido) defende que o acesso gratuito à internet deveria ser um direito humano básico. De acordo com o principal autor da pesquisa, o Dr. Merten Reglitz, professor de ética global, a internet “não é um luxo”, mas sim “um direito humano moral” ao qual todos deveriam ter acesso não monitorado e sem censura, “fornecido gratuitamente para aqueles que não podem pagar”.

Uma vez que o engajamento político ocorre cada vez mais online, coisas básicas como liberdade de expressão, liberdade de informação e liberdade de reunião podem ficar prejudicadas, se alguns cidadãos não podem ou não conseguem consultar a internet.

Credit: CC0 Public Domain

Segundo a ONG The World Wide Web Foundation, fundada por Tim Berners-Lee, o inventor da rede mundial WWW, o preço é um dos obstáculos mais significativos ao acesso universal à internet, porém solucionável.

FONTE: onlinelibrary.wiley.com; phys.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s